Siga-nos em nossas redes sociais e fique atualizado!

Orientações ao Distribuidor

PONTO DE VENDA

As lojas e estabelecimentos comerciais devem estar regularizadas junto a Municipalidade e demais órgãos governamentais para a venda, transporte e comercialização de produtos alimentícios.

  1. As áreas de armazenagem devem ter temperatura amena, ventilação adequada, proteção contra a incidência de luz solar e limpas regularmente. 
     
  2. Tetos e paredes devem estar livres de vazamentos, goteiras e de qualquer infiltração de água; 
     
  3. A pintura das paredes deve prevenir a ocorrência de umidade e bolor, devendo ser laváveis; 
     
  4. O piso deve ser elevado em relação ao nível da rua para permitir o escoamento da água e evitar o acumulo no ponto de venda;
     
  5. Ralos internos devem ser evitados mas, caso não seja possível, devem ser sifonados e tamponados para evitar a entrada de odores e de microorganismos;
     
  6. Os banheiros, copa e cozinha devem ser isolados das áreas de estocagem;
     
  7. As áreas externas devem ser pavimentadas e livres de entulhos, permitindo a carga e descarga de veículos, assim como o transito de equipamentos para manuseio e armazenagem.
     
  8. Quando houver gramados e jardins deve haver manutenção permanente para evitar o desenvolvimento e proliferação de pragas ou microorganismos;
     
  9. Deve existir área demarcada para segregação e armazenagem de produtos devolvidos;
     
  10. O depósito deve ser lavado no mínimo uma vez por semana, sem a utilização de produtos de limpeza com perfumes ou cheiro forte;

 

ARMAZENAGEM  DE ÁGUA MINERAL

 Os locais para armazenamento de água mineral devem ser ventilados, limpos, secos, com temperatura adequada e protegidos da incidência direta de luz solar.  A luz solar contribui para a excessiva proliferação de algas na água que, em excesso, podem alterar a cor e o gosto do líquido e, até mesmo, causar problemas de saúde.

 A água mineral natural deve ser exposta à venda somente em estabelecimentos comerciais de alimentos ou bebidas. Tanto a água mineral natural quanto as embalagens retornáveis vazias não devem ser estocadas próximas a produtos saneantes, gás liquefeito de petróleo e outros produtos potencialmente tóxicos, para evitar a contaminação ou impregnação de odores indesejáveis.

 Os garrafões devem ser armazenados em paletes, estrados ou prateleiras, mantendo-se o espaçamento necessário para garantir adequada ventilação, limpeza e, quando for o caso, desinfecção do local. Os paletes, exceto os descartáveis, estrados ou prateleiras devem ser de material liso, resistente, impermeável e lavável.

 As áreas de armazenagem devem ser limpas e higienizadas rotineiramente, não sendo recomendável o acúmulo de poeiras, fuligem, líquidos e restos de alimentos.

 

 TRANSPORTE DE ÁQUA MINERAL

 As embalagens plásticas retornáveis, antes de um novo ciclo de uso, devem ser avaliadas individualmente quanto à aparência interna e externa, à presença de resíduos e ao odor. Quando apresentarem amassamentos, rachaduras, ranhuras, remendos, deformações internas e externas do gargalo, com alterações de odor e cor, dentre outras alterações que possam comprometer a qualidade higiênico-sanitária da água mineral natural, devem ser descartadas.

 O veículo de transporte deve estar limpo, sem odores indesejáveis, livre de vetores e pragas urbanas, dotado de cobertura e proteção lateral limpas, impermeáveis e íntegras. A água mineral natural não deve ser transportada junto com outras cargas que comprometam a sua qualidade higiênico-sanitária.  O empilhamento das embalagens, durante o transporte, deve ser realizado de forma a evitar quaisquer danos, sendo recomendável o uso de placas de madeira - madeirite - sobre os garrafões para organização, manuseio e armazenagem apropriada.

 A inobservância ou desobediência ao disposto na RDC 173 configura infração de natureza sanitária, na forma da Lei n° 6437, de 20 de agosto de 1977, sujeitando o infrator às penalidades previstas nesse diploma legal.

 

SEPARAÇÃO E LIMPEZA DOS GARRAFÕES

Para facilitar a descarga e inspeção dos garrafões antes do envase, bem como para liberação mais rápida dos caminhões, recomendamos a adoção das medidas abaixo:

  1. Inspecione os garrafões no ato da retirada nos seus clientes.
     
  2. Verifique se não contem rachaduras, fissuras, objetos ou corpos estranhos, odores, cheiros, etc.
     
  3. Verifique a data de validade do garrafão.
     
  4. Não coloquem etiquetas adesivas da distribuidora no local destinado aos rótulos da água; 
     
  5. Ainda na sua loja, retire rótulos, tampas e lacres e separe os resíduos tendo em vista a sua reciclagem;
     
  6. Faça uso da coleta seletiva oferecida pelas Prefeituras Municipais;
     
  7. Organize os garrafões vazios sobre o caminhão para que a carga e descarga seja  feitas ordenadamente